A Cemig firma parceria com a Universidade Federal de Goiás (UFG) para oferecer aos seus profissionais a oportunidade de se capacitarem em Especialização em Processamento de Linguagem Natural (NLP), a primeira pós-graduação no Brasil, organizada pelo Centro de Excelência em Inteligência Artificial (CEIA) e pelo Centro de Competência Embrapii em Tecnologias Imersivas (AKCIT).    

O curso oferece aos colaboradores da Cemig a chance de se tornarem especialistas em uma área de grande demanda e potencial no mercado, aprimorando suas habilidades e contribuindo para o avanço da inteligência artificial na empresa.  

O diretor de Estratégia e Inovação da Cemig, Maurício Dall’Agnese, destaca que diversos setores vêm reconhecendo a necessidade de integrar modelos NLP em suas práticas diárias e com o setor elétrico não seria diferente. “A inteligência artificial tem o potencial de transformar diversos setores da indústria, e a Cemig está comprometida em se manter na vanguarda da inovação, investindo na capacitação de seus colaboradores e no desenvolvimento de novas tecnologias”.  

Primeira pós-graduação no Brasil em NLP 

O curso de NLP será dividido em três módulos e no cronograma, conteúdos que tratarão de fundamentos básicos e específicos dos modelos de linguagem por meio de exemplos, problemas, resoluções e aplicações práticas.    

O coordenador geral do AKCIT, Arlindo Galvão, ressalta a importância da área de processamento de linguagem natural para as empresas que, cada vez mais, necessitam de soluções envolvendo assistentes virtuais e diversas outras tecnologias. Para ele, a formação de recurso humano ainda é um gargalo. “Mais uma vez, a gente dá um passo à frente, lançando a primeira pós-graduação do Brasil específica para a área de processamento de linguagem natural. E assim, fazendo a diferença nas formações desses profissionais no país”.   

O programa também contribui para o fortalecimento do ecossistema de inovação no Brasil, formando profissionais qualificados e impulsionando o desenvolvimento de novas tecnologias. 

Projetos inovadores de IA 

Atualmente, a Cemig desenvolve diversas iniciativas de aplicação de inteligência artificial nos negócios e operações. Entre as iniciativas em andamento, destaca-se projetos que utilizam técnicas de aprendizado de máquina (“machine learning”) para desenvolver o plano de manutenção de equipamentos de distribuição de energia. Outros projetos auxiliam na gestão do despacho de usinas hidroelétricas e controle dos reservatórios. Há também o uso de processamento de imagens e visão computacional para monitorar instalações e ações em campo, que visa melhorar a segurança no trabalho, auxiliar na gestão do compartilhamento de infraestrutura, na execução de podas e na iluminação pública. Além disso, estão sendo desenvolvidos algoritmos aplicados à gestão de contratos de comercialização de energia. 

“A inteligência artificial generativa tem se mostrado essencial para a inovação e melhoria de processos, possibilitando a criação de modelos especialistas que analisam grandes volumes de dados, que aprendem e, principalmente, evoluem. Isso impacta positivamente no ganho de eficiência, através da automatização e otimização de processos. A parceria entre a Cemig e a UFG reflete a importância crescente dessa tecnologia”, finaliza o gestor do Núcleo de Inteligência Artificial, Tales Brumon.

Foto: Banco de imagens

Nosso Programa de Pesquisa, Desenvolvimento e Inovação – PDI obedece à
regulação da ANEEL e suas resoluções posteriores.

(Lei nº 9.991, de julho de 2000)