A Cemig segue trabalhando para reforçar a sua posição como líder em inovação no setor elétrico e uma prova disso é a instalação de esferas de sinalização por meio de drones. Além de revolucionar a forma como as linhas de transmissão e distribuição de energia são sinalizadas e mantidas, a tecnologia visa aumentar a segurança das operações, reduzir custos e otimizar a eficiência do mercado.

O engenheiro de Expansão e Implantação da Geração e Transmissão, Guilherme de Almeida Neves, explica sobre a complexidade do processo de operação de drones tecnológicos. “As equipes estão sendo treinadas para operar os drones, que transportarão e instalarão as esferas de sinalização. Eles podem ser controlados remotamente por operadores ou operar de forma autônoma, sem a necessidade de desligar as linhas de transmissão e distribuição de energia”, explica. 

Tecnologia utiliza drones para instalação de esferas de sinalização em linhas energizadas

Otimização do tempo e redução de riscos 

O projeto, segundo o engenheiro, tem como objetivos principais a redução do tempo de exposição ao risco dos operadores e, também, da instalação das esferas em comparação com métodos convencionais. “Além disso, eliminamos a necessidade de aeronaves com operadores embarcados e reduzimos o uso de combustíveis fósseis”, completa Guilherme.

De acordo com o Plano de Trabalho do projeto de Pesquisa e Desenvolvimento (P&D), a principal proposta por trás dessa inovação é atender à constante necessidade do setor elétrico de aumentar a segurança das operações, especialmente em linha viva, durante a manutenção das linhas de transmissão e distribuição de energia, além de aumentar a eficiência e reduzir os custos operacionais. 

Os benefícios esperados incluem uma redução significativa nos custos de instalação em comparação com o uso de helicópteros. A implementação completa desse sistema está prevista para março de 2025, após dois anos de desenvolvimento. 

Clique aqui e conheça o funcionamento da tecnologia com os drones.

Fonte: Conecta Cemig

Fotos: Divulgação

Nosso Programa de Pesquisa, Desenvolvimento e Inovação – PDI obedece à
regulação da ANEEL e suas resoluções posteriores.

(Lei nº 9.991, de julho de 2000)